Ensinamentos de Jesus

Ensinamentos de Jesus

 
Você está aqui: Perspectivas Diferentes de Enxergar o Mundo >> Ensinamentos de Jesus

Página extraída de Carta a uma Nação Cristã: Contraponto, por RC Metcalf. Para obter mais informações, por favor visite www.ThinkAgain.us.

Ensinamentos de Jesus – O Propósito da Lei do Antigo Testamento
Os ensinamentos de Jesus incluem uma análise da Lei do Antigo Testamento. Especificamente, Jesus ensinou aos seus contemporâneos que Deus criou a Lei para o seu benefício. Os seres humanos não foram projetados para serem auto-suficientes e viverem em um estado de anarquia. Se preferir, os seres humanos não evoluíram31 para serem autônomos. A Lei tinha a intenção de refletir a santidade de Deus e impressionar fortemente sobre a humanidade o tipo de comportamento que Ele considera moral. Como um Deus onisciente, Ele sabia que não demoraria muito para que a indulgência surgisse. No entanto, coube a Deus mostrar à humanidade que uma falha em até mesmo uma pequena área da Lei era igual a um fracasso em todas as áreas. Se todos nós hoje aderíssimos completamente à lei moral, como prescrito por Deus, todos poderíamos atingir o maior nível possível de felicidade pessoal. É claro que isso nunca vai acontecer na terra como a conhecemos.

Os teólogos, assim como os cientistas, às vezes usam termos em latim para expressar ideias. Os teólogos definiriam o estado do homem depois da queda de Adão como non posse non peccare (ou seja, incapaz de não pecar). O pecado transmitido através do acervo genético de toda a humanidade afeta a todos nós. No entanto, no céu nos tornaremos non posse peccare (ou seja, incapaz de pecar). Será que isso ocorrerá através de uma reestruturação divina do nosso material genético? Talvez. É razoável considerar que, se Deus existe, Ele poderia onipotentemente adaptar os componentes individuais da Sua criação. No entanto, a forma mais visível através da qual Ele muda e adapta as pessoas para o céu é chamado pelos teólogos de santificação. Marcada por uma subida consistente, como um gráfico de crescimento nos preços das ações de uma empresa em crescimento, o crente tem uma paixão crescente de viver em obediência a Deus. A falha ocorrerá como parte do processo de crescimento, como as ocasionais quedas em um gráfico de ações, mas o arrependimento vai seguir, juntamente com a força para continuar.

Ensinamentos de Jesus - A Lei e o Pecado
Os ensinamentos de Jesus não deixaram nenhuma dúvida de que sob a Lei a penalidade do pecado é a morte. Paulo explicou a relação entre a Lei e o pecado em sua carta aos Romanos.

    Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram; pois antes de ser dada a lei, o pecado já estava no mundo. Mas o pecado não é levado em conta quando não existe lei. Romanos 5:12-13
Durante os tempos do Antigo Testamento, a Lei tornou-se necessária para reduzir a curiosidade e a natureza pecaminosa do povo de Deus, quando Ele sabia que resultaria em seu sofrimento. No Novo Testamento, a Lei aponta o caminho para o perdão e salvação da penalidade do pecado. Paulo explica isto um pouco mais em Romanos.
    A lei foi introduzida para que a transgressão fosse ressaltada. Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça, a fim de que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reine pela justiça para conceder vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor. Romanos 5:20-21
Cada homem, mulher e criança que vive nasce um escravo do pecado devido à herança de uma natureza pecaminosa. No entanto, a única pessoa capaz de vencer a morte, Jesus Cristo, pagou o preço por esse pecado como o nosso substituto. Embora a crucificação possa lhe parecer barbárica, ela foi carregada nos ombros do próprio Deus. Isto significa que Deus não apenas criou e promulgou a Lei, mas também suportou o castigo pelos nossos crimes (mesmo quando achamos que são pequenos pecados), inteiramente em nosso lugar. Os Cristãos compreendem isso como a expiação de Cristo pelos nossos pecados. Ele voluntariamente pagou pela penalidade que deveria ter sido paga por nós mesmos. Richard Dawkins considera essa doutrina da expiação sadomasoquista e repulsiva.32 No entanto, a expiação constitui o núcleo do conceito Cristão da graça. Este ato inicial da graça por parte de Jesus nos promete o perdão dos pecados e abre a porta para uma nova vida com a graça de Deus. A partir de então, não mais somos escravos do pecado. Como diz Paulo:
    Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça? – Romanos 6:16
Entretanto, podemos definir a graça como muito mais do que o mero perdão dos pecados. Ela também oferece uma entrada a uma vida na qual Deus ativamente participa. Deus, o Espírito Santo, o terceiro membro da Trindade, trabalha na vida dos crentes para capacitá-los a viver vidas santificadas que reflitam os ensinamentos morais de Jesus. 33 Ninguém pode verdadeiramente compreender este aspecto da fé cristã se não for por meio de experiência pessoal. Já que você aparenta estar convencido de que a ciência não oferece nenhuma evidência que favoreça a existência de Deus, será especialmente difícil de convencê-lo que Deus ativamente intervém na vida dos cristãos! No entanto, já que examinarei a fundo as evidências científicas para Deus e Cristianismo no meu próximo livro, gostaria de encorajá-lo a aguardar com expectativa a sua publicação.

Continue Lendo!

Leia Página 1 da Carta a Uma Nação Cristã: Uma Resposta.

Notas de Rodapé:
31 Meu argumento aqui não é com a evolução, mas reservo o direito de tratar desse assunto no futuro.
32 Richard Dawkins, The God Delusion, p. 252.
33 Talvez você pense, à luz dos fracassos de homens proeminentes que reivindicaram a fé cristã, que isso não é verdadeiro. Contudo, para cada líder cristão caído, existem dezenas que continuam buscando a justiça diariamente. Não temos a promessa de total liberdade do pecado nessa avida, apenas a ajuda de Deus na luta. Ver Romanos 7.


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Assuntos populares

Sam Harris
O Bem contra o Mal
Resposta à Carta a uma Nação Cristã
Carta a uma Nação Cristã
Células-Tronco Embrionárias
Crença Ateísta
Cristianismo versus Ciência
Conteúdo adicional ...

Deus existe cientificamente?
Deus existe filosoficamente?
A Bíblia é a verdade?
Quem é Deus?
Jesus é Deus?
Por que a fé cristã?
Como posso crescer com Deus?
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Ensinamentos de Jesus to My Google!
Add Ensinamentos de Jesus to My Yahoo!
XML Feed: Ensinamentos de Jesus
Perspectivas Diferentes de Enxergar o Mundo Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2016 AllAboutWorldview.org, Todos os direitos reservados.