Sofrimento Humano

Sofrimento Humano

 
Você está aqui: Perspectivas Diferentes de Enxergar o Mundo >> Sofrimento Humano

Página extraída de Carta a uma Nação Cristã: Contraponto, por RC Metcalf. Para obter mais informações, por favor visite www.ThinkAgain.us.

Sofrimento Humano - Felicidade e o Alívio do Sofrimento Humano
Será que a felicidade individual e o alívio do sofrimento humano realmente representam as supremas expressões do bem na sociedade de hoje? Será que as coisas que nos causam felicidade como indivíduos são sempre boas para nós? O sofrimento humano sempre envolve um bem maior? Definir a moralidade em termos de felicidade e sofrimento é simplista demais. Por exemplo, muitas drogas psicotrópicas levam o usuário a ter sentimentos de euforia, uma extrema sensação de felicidade, mas essas mesmas drogas podem causar dependência física e lesão de órgãos, levando à morte em usos prolongados. Você declarou previamente: "Quando se examina nossas leis sobre drogas - o único princípio organizador que parece dar-lhes sentido é que qualquer coisa que possa radicalmente eclipsar a oração ou sexualidade procriativa como uma fonte de prazer tem sido banida.”87 A maioria dos leitores vai facilmente ver o exagero e a retórica anti-cristã de tal declaração. Você recorda: "Em particular, qualquer droga (LSD, mescalina, psilocibina, DMT, MDMA, maconha, etc.) que tenha sido atribuída significado religioso ou espiritual por seus usuários foi proibida.”88 Como todos os medicamentos, mesmo aqueles em uso regular, os efeitos desejados vêm carregados de efeitos colaterais indesejáveis que afetam os membros da população de forma desigual. LSD, mescalina, psilocibina, dimetiltriptamina (DMT) e ecstasy (MDMA) são alucinógenos que oferecem ao utilizador efeitos colaterais como diarréia, vômitos, taquicardia (aumento da frequência cardíaca), tonturas, dores de cabeça e ansiedade. Esses medicamentos também podem resultar em um efeito colateral de longo prazo conhecido como Transtorno Perceptivo Persistente por uso de Alucinógenos (HPPD) que pode levar a problemas de ansiedade ao longo da vida e distúrbios do sono. Psicotrópicos fornecem gratificação instantânea, mas vêm com um preço muito alto.

Embora você provavelmente não tenha muito sucesso em convencer seus leitores de que tais perigosas drogas de rua deveriam ser legalizadas, você claramente acha que "quase tudo que os seres humanos fazem. . . é mais perigoso do que fumar maconha na privacidade da sua própria casa.”89 Afinal, como você diz, "drogas como aspirina e ibuprofeno são responsáveis por cerca de 7.600 mortes por ano nos Estados Unidos, [mas] a maconha não mata ninguém.”90 Embora aparentemente inofensiva do seu ponto de vista, a maconha tem começado a ganhar reconhecimento pelo perigo que apresenta.

    O uso de maconha é muito mais perigoso do que se acreditava e centenas de jovens morrem por ano nos "acidentes" causados pelo uso prolongado do medicamento, de acordo com o principal médico legista da Grã-Bretanha. Hamish Turner, o presidente da Sociedade de Médicos Legistas, disse a ‘The Telegraph’ que a maconha, muitas vezes retratada como inofensiva, tem sido cada vez mais relacionada a mortes relatadas como acidentes ou suicídios. 91
Embora a opinião de apenas um médico legista ofereça apenas suporte anedótico, vamos considerar o que reporta o Escritório Americano de Regulamentos para o Controle das Drogas.
    A Rede de Alerta ao Abuso de Drogas (Drug Abuse Warning Network - DAWN) coleta informações sobre as mortes envolvendo o abuso de drogas que foram identificadas e apresentadas por 128 jurisdições de investigação de mortes em 42 regiões metropolitanas nos Estados Unidos. Cannabis foi classificada entre as 10 drogas mais comuns em 16 cidades, incluindo Detroit (74 mortes), Dallas (65) e Kansas City (63). Maconha é muito frequentemente reportada em combinação com outras substâncias; nas áreas metropolitanas que relataram alguma maconha nas mortes por abuso de drogas, uma média de 79 por cento dessas mortes envolviam maconha e pelo menos uma outra substância.92
O que dizer sobre o conceito de sofrimento humano? O sofrimento é sempre percebido negativamente? Devemos evitá-lo a todo custo? Ocasionalmente, uma dor passageira atua como um dispositivo de alerta para que possamos evitar o sofrimento a longo prazo. Quando sentimos dor física inesperada, ela pode servir como uma advertência de que nossa saúde pode estar em perigo. Se resolvermos esse indicador em um estágio inicial, muitas vezes podemos olhar para trás e enxergar essa dor como uma bênção.

Continue Lendo!

Leia Página 1 da Carta a Uma Nação Cristã: Uma Resposta.

Notas de Rodapé:
87 Ibid., p. 160.
88 Ibid., pg. 160-161.
89 Ibid., p. 161.
90 Ibid.
91 http://alcoholism.about.com/b/a/039646.htm.
92 Administração de Abuso de Substâncias e Serviços para a Saúde Mental, Dados de Mortalidade da Rede de Alerta ao Abuso de Drogas, 2001 (PDF), janeiro de 2003, ver http://dawninfo.samhsa.gov/old_dawn/pubs_94_02/mepubs/files/
DAWN2001/DAWN2001.pdf.


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Perspectivas Filosóficas de Enxergar o Mundo

O Legado de Epicuro
Sofrimento Humano
O Problema do Mal
Conteúdo adicional ...

Perspectivas Científicas de Enxergar o Mundo
O que a Bíblia declara ser verdade?
Teísmo
Fundadores dos Sistemas de Crenças
Religiões Mundiais
Descubra a verdade
Assuntos populares
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Sofrimento Humano to My Google!
Add Sofrimento Humano to My Yahoo!
XML Feed: Sofrimento Humano
Perspectivas Diferentes de Enxergar o Mundo Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2014 AllAboutWorldview.org, Todos os direitos reservados.